Essa será a primeira vez que o piloto da Shell Racing largará na frente em 2017 – Átila e o trofeu Pole Position Hero (Duda Bairros/Vicar)

“Foi muito tenso esperar, ainda mais quando você sabe que vai ser definido por milésimos”. Essa frase de Átila Abreu resume como foi a disputa pela Pole Position HERO para a sétima etapa da temporada 2017 da Stock Car, no Autódromo Velo Città, em Mogi Guaçu (SP). Na disputa entre os seis pilotos que brigaram pela posição privilegiada do grid, o competidor da Shell Racing levou a melhor sobre o líder do campeonato, Daniel Serra, e vai largar na frente pela primeira vez no ano.

Quarto colocado na classificação, com 136 pontos, Átila Abreu precisa da vitória para entrar na briga pela disputa do título e espera começar a arrancada no campeonato em Mogi Guaçu. “O Daniel está em um grande ano e tem feito uma temporada espetacular. Tenho que parabenizar toda a equipe pela evolução do carro nos treinos. Fiz a minha parte na pista, mas sem o trabalho deles nada teria sido possível. Dois milésimos não é nem uma piscada. Ele foi muito bem no primeiro trecho, mas o meu último trecho foi muito bom. Quero muito essa vitória para entrar de vez na briga pelo título”, comemorou Átila.

O líder do campeonato Daniel Serra dominou os treinos livres e mostrou que está competitivo, mas lamentou perder a Pole Position HERO para Átila. “Eu preferia perder por meio segundo, porque não teria o que fazer, do que perder por dois milésimos. É difícil calcular como eu poderia tirar essa diferença. Mas o que importa é que o carro está muito bom, se comportou bem nos treinos. Estamos motivados para amanhã e para o resto do campeonato”, disse Daniel.

Terceiro colocado no grid, Felipe Fraga destacou a evolução nas últimas etapas. “Duas corridas que estamos com um bom ritmo, na segunda fase do classificatório acabei fazendo uma volta rápida a mais e isso me custou caro. Acabei errando um pouco na curva 9 e para ser pole na Stock você precisa fazer uma volta perfeita. Vou com tudo para a primeira corrida”, explicou. Na etapa anterior, em Curvelo, o atual campeão venceu uma das provas da rodada dupla.

 

Confira como foi o treino classificatório:

Q1

Na primeira parte do treino classificatório, os pilotos são divididos em dois grupos de acordo com a posição na tabela do campeonato para definir os 15 que avançam à segunda fase. Com a temperatura da pista em torno dos 44ºC, Marcos Gomes foi o mais rápido, seguido por Felipe Fraga, Rubens Barrichello, Átila Abreu, Gabriel Casagrande, Daniel Serra, Max Wilson, Galid Osman, Rafael Suzuki, Thiago Camilo, Cacá Bueno, Ricardo Mauricio, Márcio Campos, Felipe Lapenna e Tuka Rocha.
Q2

Os 15 melhores pilotos da fase anterior entram na pista ao mesmo tempo para decidir em oito minutos os seis que disputam a pole para a etapa no Velo Città. Daniel Serra, Felipe Fraga, Marcos Gomes, Átila Abreu, Gabriel Casagrande e Max Wilson. Os campeões Cacá Bueno, Rubens Barrichello e Ricardo Mauricio ficaram de fora. Thiago Camilo que havia avançado para a terceira fase em todas as etapas também não conseguiu ficar entre os melhores e vai largar em sétimo.

Q3

Os seis melhores tempos da segunda fase do classificatório entram na pista separadamente para uma única volta rápida para decidir o Pole Position HERO. E por apenas dois milésimos, Átila Abreu vai largar na frente pela primeira vez no ano, seguido por Daniel Serra, Felipe Fraga, Max Wilson, Gabriel Casagrande e Marcos Gomes.

O fã da principal categoria do automobilismo brasileiro pode escolher até as 14h20 deste domingo os três pilotos que ganharão o HERO Push, botão extra que gera potência e mais velocidade aos motores do carro, ajudando os competidores durante a prova na defesa ou no ataque. Acesse http://stockcar.com.br/#heropush e vote.

 

Confira como ficou o grid de largada:
1.51 Átila Abreu (Shell Racing) 1:28.277
2.29 Daniel Serra (Eurofarma RC) – 1:28.279
3.40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) – 1:28.337
4.65 Max Wilson (RCM Motorsport) – 1:28.505
5.83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) – 1:28.651
6.80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – 1:28.750
7.21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) – 1:28.527
8.111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – 1:28.541
9.110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) – 1:28.612
10.90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – 1:28.698
11.28 Galid Osman (Ipiranga Racing) – 1:28.738
12.31 Marcio Campos (Blau Motorsport) – 1:28.849
13.0 Cacá Bueno (Cimed Racing) – 1:28.853
14.8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) – 1:28.971
15.25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) – 1:29.171
16.30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) – 1:28.848
17.117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) – 1:28.867
18.4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) – 1:28.915
19.10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – 1:28.918
20.44 Betinho Valério (HERO Motorsport) – 1:29.002
21.46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – 1:29.030
22.5 Denis Navarro (Cimed Racing Team) – 1:29.031
23.1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) – 1:29.109
24.70 Diego Nunes (HERO Motorsport) – 1:29.132
25.12 Lucas Foresti (Full Time Academy) – 1:29.193
26.73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) – 1:29.240
27.18 Allam Khodair (Full Time Sports) – 1:29.243
28.77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) – 1:29.453
29.9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) – 1:29.634
30.3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) – 1:29.869
31.188 Beto Monteiro (Scuderia Colón) – 1:30.338

Resultado sujeito a verificações técnicas e desportivas

 

VICAR PROMOÇÕES DESPORTIVAS
Por:Eduardo Antonialli / Eduardo Mantovani